terça-feira, 6 de dezembro de 2011

"baía das pipas, tartarugas e foz do rio Giraul"



É extensa e muito aberta, a baía das Pipas, assim denominada porque em 1842 a estação naval portuguesa, queimou grande cópia de pipas destinadas a embarque em navio negreiro, onde estavam armazenadas por ali.


Fica à lat. 14° 58' Sul, a umas 9 milhas para Sul do Mucuio. É mais pequena que esta, tem bom ancoradouro em 19 ou 24 metros.



No extremo Sul da baía das Pipas, existe uma ponta esbranquiçada, cortada a pique direito ao mar, no focinho da qual se levanta o Gigante, rochedo que de longe parece um navio de panos largos.

Baía das Tartarugas

Segue-se à baía das Pipas a semicircular baía das Tartarugas, sita em 15º 4' Sul, moldada de morros chatos por cima, escuros e raiados de veios claros, que todos parecem convergir para o mesmo sítio que abrem por cima.

Tem fundeadouro em 38 metros, e muito pescado.

Portal ou Queda da foz rio Giraul


Mais a Sul se divisa, à lat. 15° 7', vem o chamado Portal ou Queda do Girahúlo (ou Giraúl), que é uma aberta nas barreiras, por onde sai no tempo das chuvas o rio Girahúlo.



Perto de suas margens se levantam grandes morros escuros quase todos graníticos;
Nas suas vizinhanças existem minas de cobre, matas de madeiras de construção. Nasce na serra de Chela.

Só por grandes chuvas é que desagua no mar o rio Girahúlo, cujo leito corre por entre vastos plantios.

Sem comentários:

Enviar um comentário